A otimização da Web pode levar a mais tráfego no site

A otimização da Web pode levar a mais tráfego no site

Anúncio

Você pode criar o site mais bonito da web, mas de que adianta se ninguém consegue encontrá-lo? É aqui que entram a publicidade e a promoção. Ao promover o seu site nos canais online certos, você verá que é preciso um pouco de força e muito conhecimento para conscientizar o público sobre seus produtos ou serviços.

Existem algumas maneiras de anunciar seu site na internet, como a pesquisa paga (PPC), que basicamente trará tráfego instantâneo, mas, novamente, você terá que pagar por isso. Se você deseja visitantes instantâneos em seu site, esta pode ser a melhor opção no momento para você.

SEO e publicidade social geralmente são as opções gratuitas, mas leva muito mais tempo para que suas palavras-chave sejam encontradas organicamente no mercado escolhido. Se quiser atrair visitantes interessados ​​em sua marca, você precisará direcionar canais de alto tráfego e sites de alto PA/DA que já possuem uma enorme quantidade de tráfego.

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.

Escrever conteúdo em sites de perfil da Web 2.0 é outra forma de publicidade. Certifique-se de escrever um conteúdo extenso (1.000-1.500 palavras) e usar meta descrições e vinculação interna assim como links externos para promover outras páginas dentro e fora do seu site. Otimizar o conteúdo da página é ótimo para SEO e ajudará a aumentar não apenas o tráfego do seu site por meio da pesquisa orgânica, mas também o seu Page Rank no Google.


Marketing Social

Você pode ter o site mais bonito do seu mercado, mas, a menos que o comercialize para que os usuários possam encontrá-lo, qual é o sentido? Certamente, uma das melhores e mais baratas maneiras de aumentar o tráfego para o seu site é produzir conteúdo para o site e depois compartilhá-lo nos canais de mídia social.

Use tantas páginas de redes sociais quanto possível para comercializar seu conteúdo… de graça! Facebook e Twitter são as escolhas óbvias porque são amplamente utilizados e têm milhões de usuários.

Marketing de conteúdo consiste em tornar seus títulos curtos e rápidos, para que as pessoas cliquem no link fornecido para verificar seu conteúdo imediatamente. Os títulos geram tráfego, ou, deixe-me dizer, o título certo irá gerar tráfego. Você precisa despertar o interesse para que o visitante queira saber mais sobre a postagem.

O assunto deve ser claro e fácil de ler, com ótimos gráficos e um CTA (call to action) se você quiser que eles cliquem no backlink que leva ao seu site. Pinterest, LinkedIn, Instagram, Vimeo e YouTube são ótimos para promover produtos por meio de infográficos, fotos ou vídeos. Não se esqueça do título e da descrição! Isso é o que chama a atenção deles em primeiro lugar. Quem sabe o seu conteúdo pode até se tornar viral!

O LinkedIn é a maior rede social profissional da internet atualmente, então não se esqueça desse meio ao procurar ótimos lugares para publicar seu conteúdo. Seu perfil no LinkedIn será notado e todas as suas postagens acabarão recebendo tráfego do site por causa dos links que contêm. É tudo sobre publicar conteúdo de qualidade regularmente para aumentar seus seguidores. Assim que você escrever novos artigos, seus seguidores serão notificados e conferirão seu conteúdo.

Lembre-se também de variar a duração de cada postagem e misturá-la e escrever sobre coisas nas quais as pessoas estão realmente interessadas ou para as quais estão procurando uma solução. Há literalmente milhares de pessoas todos os dias na América do Norte pesquisando no Google seus serviços e/ou produtos online. Eles procuram palavras-chave específicas, portanto, certifique-se de encontrar o seu site e não o do seu concorrente.

Blog de convidados

Sim, o guest blogging está vivo e bem e, desde que esteja no seu “mercado relacionado”, você não será penalizado pelos motores de busca por promover o seu site dessa maneira.

Publicar conteúdo em sites relacionados aumentará o tráfego para seu site ou blog. Isso ajudará a construir o conhecimento da marca e a gerar tráfego e vendas no processo. Existem regras para guest blogging, portanto, certifique-se de manter o assunto em um contexto relacionado e fornecer apenas um ou dois links para seu site financeiro, página de destino ou página de serviços.

Se você não seguir Guia de práticas recomendadas do Google ao postar em outros blogs, você será penalizado, então tome cuidado e proceda de acordo.

Existe outra forma de guest blog, que é fazer com que outras pessoas postem conteúdo em seu site. Novamente, isso deve estar relacionado ao nicho em que você já atua. Criar links para outra página com conteúdo relacionado costuma ser visto como uma coisa boa aos olhos dos mecanismos de busca e você ainda consegue pontos valiosos no ranking da página por seus esforços. No final das contas, certifique-se de que todos os artigos e postagens de blog tenham conteúdo de qualidade e não sejam de natureza spam. Você será penalizado por qualquer conteúdo de baixa qualidade ou táticas de backlinking em massa na web, portanto, novamente, tenha cuidado ao fazer guest blogging.

Almeje as palavras-chave certas

Talvez você precise contratar uma empresa de SEO local para saber como direcionar palavras-chave para o seu mercado. A empresa primeiro fará uma análise de SEO do seu site para determinar se ele está otimizado para os mecanismos de pesquisa e, em seguida, criará uma lista de palavras-chave para usar em uma próxima campanha de SEO para sua marca. Lembre-se, você deseja ser encontrado organicamente nos motores de busca para seus produtos e serviços, no mercado escolhido, para seu conjunto específico de palavras-chave.

Algumas dessas palavras-chave podem ser apenas frases de uma ou duas palavras, enquanto outras podem ser palavras-chave de cauda longa. Esse tipo de palavras-chave de cauda longa é responsável por uma grande porcentagem das pesquisas diárias no Google. As pessoas digitam o que lhes vem à cabeça no momento, em busca de um produto no seu mercado. Adivinha? Eles encontrarão seu produto se seu site estiver otimizado usando as palavras-chave certas para sua marca.

Peça a uma empresa local de serviços de SEO para fazer uma análise de SEO gratuita do seu site, apenas como ponto de partida. Esta parte não custará nada e informará se você precisa contratar alguém para consertar o SEO on-page do seu site.

Otimização da Web para dispositivos móveis

Cada vez mais a navegação na Internet é feita hoje em dia em telefones celulares. Anos atrás, isso era feito principalmente em PCs desktop e Mac, mas esses dias ficaram para trás.

As pessoas querem uma maneira rápida de pesquisar produtos, serviços, restaurantes ou reservar um charter de atum no PEI. Eles querem responder rapidamente e querem isso agora. É aí que entra em jogo a pesquisa em um smartphone.

Hoje em dia, todo mundo basicamente tem algum tipo de telefone iPhone ou Android com um plano de dados para que possam ter a Internet sempre à mão caso precisem. Dito isso, como desenvolvedor web, é melhor garantir que seu site esteja otimizado de forma responsiva para dispositivos móveis de todos os formatos e tamanhos. Seu site precisa ser acessível com conteúdo de fácil leitura.

Os motores de busca adaptaram seus algoritmos para dar pontos ao design responsivo. Na verdade, nos últimos seis meses desde a última atualização do Google, se o seu site não estiver otimizado para dispositivos móveis você receberá uma penalidade, ou não receberá e ticks positivos.

Uma palavra de sabedoria: certifique-se de que seus visitantes possam encontrá-lo na web e visualizar o site da sua empresa em qualquer smartphone, iPad ou dispositivo Samsung. Você obterá pontos valiosos de classificação de página do Google e também obterá mais tráfego no site e possivelmente mais vendas no processo.

Site de carregamento rápido

Você receberá pontos do Google e de outros mecanismos de pesquisa importantes, como Bing e Yahoo, se o site carregar rapidamente. Quem quer esperar de 20 a 30 segundos para qualquer site carregar?

Normalmente, imagens grandes ou blocos de código serão a causa do carregamento lento da sua página, fazendo com que os visitantes saiam rapidamente antes mesmo de a primeira página carregar. Isso é o que eles chamam de “taxa de rejeição”. Sua taxa de rejeição será alta, provavelmente acima de 50% se o seu site não for construído para carregar rapidamente.

Veja todos os gráficos de cabeçalho e outras fotos e vídeos em sua página principal. Todos eles são necessários? Qual é a sua finalidade e estão na resolução mais baixa possível, para que não apenas tenham uma boa aparência, mas também para que sua página carregue mais rápido por causa disso.

Otimize suas páginas, tecnicamente, para que seu site funcione bem e não apenas carregue mais rápido, mas os usuários permaneçam mais tempo em seu site verificando seus produtos ou serviços. Sua taxa de rejeição diminuirá e o tráfego e as vendas do seu site aumentarão, inversamente. Verifique todos os seus plug-ins de terceiros para SEO e compartilhamento social. Todos funcionam bem e estão produzindo erros? Consulte um profissional de SEO se não tiver certeza.

Gostou? Compartilhe!

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Email

O SERP do Google é a página de resultados que aparece quando você faz uma pesquisa no Google. Ele exibe uma lista de resultados relevantes, incluindo resultados orgânicos, anúncios pagos, trechos em destaque, informações do Knowledge Graph, Google Shopping e outros elementos úteis para os usuários. A ordem dos resultados é determinada pelo algoritmo do Google, com base em fatores como relevância e qualidade do conteúdo.

O SERP do Google, ou Página de Resultados do Motor de Busca, serve para apresentar uma lista de resultados relevantes aos usuários quando eles realizam uma pesquisa no Google. Ele exibe os links para sites, imagens, vídeos, respostas rápidas e informações adicionais relacionadas à consulta do usuário.

O SERP é essencial para que os usuários encontrem respostas para suas perguntas, descubram informações relevantes, localizem produtos e serviços e acessem conteúdo útil na internet. Além disso, o SERP também é uma ferramenta importante para empresas e profissionais de marketing, pois é onde os resultados orgânicos e os anúncios pagos são exibidos, possibilitando a promoção de seus produtos e serviços para potenciais clientes. Em resumo, o SERP do Google é uma parte fundamental da experiência de pesquisa online, ajudando a conectar usuários e informações de forma eficiente e relevante.

Para utilizar o SERP (Página de Resultados do Motor de Busca) do Google de forma eficaz, siga as seguintes dicas:

  1. Faça uma Pesquisa Adequada: Insira palavras-chave relevantes que descrevam o que você está procurando. Quanto mais específica for a sua pesquisa, mais precisos serão os resultados.

  2. Analise os Resultados Orgânicos: Observe os links listados como resultados orgânicos, pois eles são considerados relevantes pelo algoritmo do Google. Verifique as descrições para encontrar a informação mais adequada.

  3. Avalie os Anúncios Pagos: Os anúncios pagos são identificados com a etiqueta “Anúncio”. Selecione aqueles que correspondem à sua pesquisa e consideram confiáveis.

  4. Explore os Rich Snippets: Se existirem trechos em destaque, eles podem fornecer informações adicionais importantes. Clique neles para obter detalhes adicionais.

  5. Utilize o Knowledge Graph: Se o Knowledge Graph fornecer informações relevantes sobre sua pesquisa, confira-o para obter respostas rápidas e precisas.

  6. Verifique o Google Shopping: Se você estiver procurando produtos, confira a seção do Google Shopping para encontrar imagens, preços e lojas onde podem ser comprados.

  7. Explore as Perguntas Frequentes: Se houver perguntas frequentes relacionadas à sua pesquisa, clique nelas para obter respostas rápidas.

  8. Refine sua Pesquisa: Se não encontrar o que está procurando, tente ajustar suas palavras-chave ou usar operadores de pesquisa para refinar os resultados.

  9. Considere a Personalização: Lembre-se de que os resultados do SERP podem ser personalizados com base em seu histórico de pesquisa e localização.

  10. Avalie a Fonte dos Resultados: Ao clicar em um link, verifique a fonte para garantir que seja confiável e segura.

Lembrando que o SERP é projetado para fornecer informações relevantes, mas nem sempre o primeiro resultado é o mais adequado. Sempre verifique várias fontes antes de confiar em qualquer informação encontrada no SERP do Google.

Deixe um comentário

Saiba mais!